Qual formato de contratação garante estabilidade na carreira de UX/UI Designer?

Cytonn Photography on Unsplash

Introdução

O princípio do trabalho

O que profissionais não estão acostumados a ver é a mentalidade das empresas por trás da decisão sobre o formato de contratação. É perfeitamente natural que você esteja pensando em seu benefício: Afinal, todos nós queremos um ambiente acolhedor, gente bacana, projetos promissores e salário digno. Mas como mencionamos no artigo Entrei. Saí. Onde errei?, não esqueça que antes de tudo isso existir, alguém arriscou tudo, teve coragem, ousadia, resiliência e determinação para não apenas abrir um negócio, mas para mantê-lo vivo e operante pelo máximo de tempo possível. Todo esse suor e lágrimas derramadas do empreendedor não são considerados por seus colaboradores, na maioria dos casos. Logo, como qualquer decisão que um empresário e sua liderança deve tomar, o formato de contratação é definido de acordo com as possibilidades da empresa e o perfil de seus projetos, dados todos os benefícios e riscos que cada modalidade traz.

Não vamos entrar no detalhamento contábil dessa questão, fazendo comparações e tirando conclusões de quem é melhor ou pior para sua carreira. Para todos os efeitos, empresas brasileiras praticam 2 formatos tradicionais de contratação — Você precisa conhecer os direitos e deveres desses dois formatos, e definir qual funciona melhor para você. Vamos a eles:

CLT (Consolidação das Leis do Trabalho)

PJ (Pessoa Jurídica)

Porque empresas contratam PJ?

O tamanho do projeto

Alta taxa de turnover

Mais flexibilidade

Em suma, o formato de contratação é uma decisão de negócios baseada em números e em análises de risco, tomada pela empresa para que o projeto seja viável e tão logo veja a luz do dia. Se você não concorda com esse formato, é muito simples: Não aceite a vaga.

O fantasma da estabilidade

Vemos UX/UI Designers contratados em regime CLT, que em menos de 3 meses são desligados; enquanto vemos outros contratados em regime PJ tendo seus contratos renovados constantemente. Logo, em nossa experiência, é possível afirmar com certeza que a tão sonhada estabilidade só existe de verdade se for ditada pela sua performance profissional. Se você trabalha eticamente, respeita as pessoas hierarquicamente superiores e inferiores a você, interage bem, entende seu papel e o cumpre com maestria, é engajado(a) com a comunidade e está sempre evoluindo, sua carreira certamente terá muito menos oscilações.

From Giphy

É muito fácil profissionais culparem a situação do Brasil, a empresa, a falibilidade do time ou até mesmo sua liderança, quando na verdade, seus entregáveis é que são questionáveis. Sua estabilidade está diretamente atrelada à sua entrega, e não ao seu regime contratual — seus resultados são o principal indicador da constância da sua carreira.

Empresas buscam profissionais com esse mindset. Se tomarmos por exemplo a postura de empresas com relação ao impacto do COVID-19, foram inúmeros casos em que fortemente recomendaram seus melhores profissionais, enquanto lamentavam ter que perdê-los. Isso prova que mesmo as empresas realmente precisando desligá-los, fizeram o possível para os ajudar a se colocarem novamente no mercado, em respeito à sua postura profissional.

Conclusão

A community for Digital Product Designers to present themselves effectively and have access to curated content, mentorship and worldwide project opportunities.

A community for Digital Product Designers to present themselves effectively and have access to curated content, mentorship and worldwide project opportunities.